sábado, julho 31, 2010

Antevisão: Programa 96

Programa:

  • Emissão: 96
  • Destaque: Emissão Especial Álbum Revisitado
  • Bandas nacionais: Xutos & Pontapés
  • Bandas internacionais: Kyuss, Joy Division, Metallica, Nirvana, entre outras...
  • Emissão Especial: Álbum Revisitado
Informações Adicionais:

Pós Programa:

Media:

Contactos:

sexta-feira, julho 30, 2010

Podcast: Strap 58 em Discurso Alternativo

Take 1:

Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

Dados:

Discurso Alternativo: Strap 58

Os Strap 58 deram no passado dia 17 de Julho, um concerto inserido na rubrica Nova Vaga do Centro Cultural do Cartaxo.

Os Strap 58 são uma banda com origem no concelho do Cartaxo formada em 2008. A sua formação é constituida por João Guerra (voz), Pedro Simão (guitarra), João Pratas (baixo), Telma Pinto (guitarra), Gonçalo Ruivo (bateria) e Diogo Vieira (teclista).
O seu estilo, misturando vários géneros musicais, mas centrando-se no rock, ao qual se juntam letras relacionadas com temáticas actuais e uma forte energia em palco, já lhes valeu o convite para muitos concertos, incluindo uma passagem pela Festa do Avante.
Tendo começado a sua carreira com actuações baseadas em covers, o objectivo principal dos Strap 58, neste momento, são os originais, que brevemente vamos poder ouvir - uma vez que a banda está a preparar a edição do EP Dirty Wave, bem como um videoclip para a música título desse mesmo EP .

A Análise: Kreator - "Hordes Of Chaos"

Hordes Of Chaos marca o regresso aos álbuns por parte dos germânicos Kreator, quatro anos após o bem sucedido Enemy Of God. Este disco continua na linha do seu antecessor, embora com menos elementos de death metal melódico à mistura, e é mais uma prova, como se fossem precisas mais provas, de que há thrash metal para lá da Bay Area.
Muitas vezes considerados por público e crítica como os "Slayer europeus", semelhanças à parte, os Kreator merecem muito mais que este rótulo. Tal como bandas com Exodus e, já este ano, os regressados Heathen, os Kreator lutam por dar uma sonoridade mais moderna ao thrash metal, tentando fugir a revivalismos exagerados nos quais tanto muitas bandas históricas como novas caras do género tantas vezes caem.
Apesar do velho continente ser considerado o berço de muitos géneros musicais, no que toca particularmente ao rock e ao metal, o thrash metal sempre foi visto como um produto muito americano. Não obstante do facto do género ter nascido, efectivamente, nos Estados Unidos, bandas europeias do género como Sodom, Acid Drinkers, Destruction e os próprios Kreator caem muitas vezes no esquecimento.
Falando concretamente de Hordes Of Chaos, Mille Petrozza afirmou que este tinha sido gravado no formato "live tapping", com pouco trabalho de produção, algo que já não acontecia desde Pleasure To Kill de 1986. Apesar de toda a nova roupagem e do som mais moderno, a forma como o disco foi gravado acaba por revelar uma genuinidade assinalável em todas as suas músicas. Algo que não acontecia, sem sombra de dúvidas, na fase mais experimental da carreira dos Kreator quando, entre 1992 e 1999, tentaram introduzir elementos góticos e industriais no seu som. Algo relativamente recorrente em bandas com tantos anos de carreira. Afinal os Kreator andam na estrada à coisa de trinta anos.
Hordes Of Chaos é uma viagem de 38 minutos, mais fácil de digerir do inicialmente se possa pensar, isto apesar de em todo disco os Kreator não tirarem o pé do acelerador (não se deixem enganar pelo inicio melódico de "Amok Run"). Com muitos solos à mistura, alguns deles bem melódicos e quase todos bem pertinentes, há que destacar o trabalho do baterista Jürgen Reil, músico que esteve afastado da banda oriunda de Essen durante quatro anos, tendo voltado em 1997 para ajudar a trazer de volta a sonoridade mais agressiva dos Kreator.
Não sendo, de todo, mau experimentar novas sonoridades, este disco pode ser a prova de que é desta forma que os Kreator continuaram a agradar aos seus seguidores, principalmente aos mais puristas. Afinal Hordes Of Chaos chegou a entrar na tabela norte-americana de álbuns mais vendidos e por lá se manteve durante duas semanas, muito por causa do single "Hordes Of Chaos (A Necrologue For The Elite)" que esteve em alta rotação em alguns canais de música. O que não deixa de ser um facto apreciável para uma banda que não tem uma sonoridade propriamente acessível ao ponto de vender milhões e milhões de discos. Venham mais destes!
André Beda

quinta-feira, julho 29, 2010

Emissão Especial: Álbum Revisitado

No próximo dia 1 de Agosto o Ruído Alternativo vai para o ar num formato especial com a rubrica Álbum Revisitado, rubrica esta que acompanha o programa desde o início.
Recorde-se que esta rubrica nasceu da iniciativa da equipa e teve por objectivo enumerar os grandes subgéneros do rock no mundo da música, eleger os álbuns que representassem cada um desses géneros e que fosse a grande influência para o que viria a surgir a seguir nesse mesmo género e, claro, fosse um marco na história do rock. Posto isto foram escolhidos 23 subgéneros e respectivos álbuns, que foram destacados em 23 emissões distintas:
  1. Grunge: Nirvana - Nevermind (Destaque/Podcast);
  2. Rock/Metal Alternativo: System Of A Down - Toxicity (Destaque/Podcast);
  3. Metal: Metallica - Master Of Puppets (Destaque/Podcast);
  4. Rock Português: Xutos & Pontapés - Circo De Feras (Destaque/Podcast);
  5. Punk: Sex Pistols - Never Mind The Bollocks, Here's The Sex Pistols (Destaque/Podcast);
  6. Hard Rock: Guns N' Roses - Appetite For Destruction (Destaque/Podcast);
  7. Funk Rock/Metal: Rage Against The Machine - Rage Against The Machine (Destaque/Podcast);
  8. Post-punk: Joy Division - Closer (Destaque/Podcast);
  9. Rock Progressivo: Pink Floyd - The Dark Side Of The Moon (Destaque/Podcast);
  10. Nu Metal: Korn - Follow The Leader (Destaque/Podcast);
  11. Glam Rock: David Bowie - The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars (Destaque/Podcast);
  12. Industrial Rock/Metal: Nine Inch Nails - The Downward Spiral (Destaque/Podcast);
  13. Rock Psicadélico: The Jimi Hendrix Experience - Are You Experienced (Destaque/Podcast);
  14. Shoegaze: My Bloody Valentine - Loveless (Destaque/Podcast);
  15. Death Metal: Death - Scream Bloody Gore (Destaque/Podcast);
  16. Blues-rock: Cream - Disraeli Gears (Destaque/Podcast);
  17. Gothic Metal: Paradise Lost - Gothic (Destaque/Podcast);
  18. Stoner Rock: Kyuss - Blues For The Red Sun (Destaque/Podcast);
  19. Madchester: The Stone Roses - The Stone Roses (Destaque/Podcast);
  20. Folk Rock: Bob Dylan - Blonde On Blonde (Destaque/Podcast);
  21. Thrash Metal: Slayer - Reign In Blood (Destaque/Podcast);
  22. Indie Rock: The Strokes - Is This It (Destaque/Podcast);
  23. Groove Metal: Pantera - Vulgar Display Of Power (Destaque/Podcast);
Podem sempre recordar as emissões de cada um dos Álbuns Revisitados com os podcasts disponibilizados no blog!
Esta emissão especial encerrará mais uma temporada do Ruído Alternativo com a promessa de voltarmos em breve com mais novidades! Fiquem atentos ao blog e às redes sociais!
Boas audições!

terça-feira, julho 27, 2010

Podcast: Programa 95

1ª parte:

Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

2ª parte:

Clica aqui para ouvir

[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

Dados:

domingo, julho 25, 2010

Playlist: Programa 95 (25 de Julho de 2010)

1ª parte:
  1. Strap 58 - "Dirty Wave" (---) [---]
  2. Mark Knopfler And Chet Atkins - "Poor Boy Blues" (Neck And Neck) [1990]
  3. Mark Knopfler - "Remembrance Day" (Get Lucky) [2009]
  4. Vivian Girls - "Tell The World" (Vivian Girls) [2008]
  5. Gallows - "Misery" (Grey Britain) [2009]
  6. Enter Shikari - "Zzzonked Feat. Dan Weller" (Common Dreads) [2009]
  7. The Cult - "Sweet Soul Sister" (Sonic Temple) [1989]
  8. The Courteeners - "You Overdid It Doll" (Falcon) [2010]
  9. Joy Division - "Disorder" (Unknown Pleasures) [1979]
  10. White Lies - "Death" (To Lose My Life...) [2009]
  11. Klaxons - "Magick" (Myths Of The Near Future) [2007]
  12. Os Dias De Raiva - "Camarada Comunista" (Os Dias De Raiva [EP]) [2010]
  13. The Dandy Warhols - "Bohemian Like You Feat. Erik Gavriluk" (Thirteen Tales From Urban Bohemia) [2000]
  14. Mão Morta - "Quero Morder-te As Mãos" (O.D., Rainha Do Rock & Crawl) [1991]
2ª parte:
  1. The Flaming Lips - "Race For The Prize" (The Soft Bulletin) [1999]
  2. The Flaming Lips - "Yoshimi Battles The Pink Robots, Pt. 1" (Yoshimi Battles The Pink Robots) [2002]
  3. Prayers Of Sanity - "Something Kills You All" (Religion Blindness) [2009]
  4. Miss Lava - "Blind Dog" (Blues For The Dangerous Miles) [2009]
  5. My Dying Bride - "Under Your Wings And Into Your Arms" (34.788%...Complete) [1998]
  6. Meshuggah - "Bleed" (obZen) [2008]
  7. The Firstborn - "Water Transformation" (The Noble Search) [2008]
  8. Oblique Rain - "Reminiscence" (October Dawn) [2009]
  9. Ghost Brigade - "Hold On Thin Line" (Guided By Fire) [2007]
  10. Amorphis - "Silver Bride" (Skyforger) [2009]
  11. Kamelot - "March Of Mephisto Feat. Jens Johansson And Shagrath" (The Black Halo) [2005]
  12. Carcass - "Keep On Rotting In The Free World" (Swansong) [1996]
  • Artista/Banda - "Nome Da Faixa" (Nome Do Álbum [EP, Single, Compilação, Box Set, Ao Vivo, Banda Sonora, Álbum Remix, ...]) [Ano];
  • Vermelho: Nacional;
  • Preto: Internacional;

Destaque: Mark Knopfler no Campo Pequeno & Festival Paredes de Coura & Festival Sudoeste 2010 & Vagos Open Air 2010

Lenda viva da guitarra, Mark Knopfler, líder dos extintos Dire Straits regressa este ano a Portugal para um concerto onde promete revisitar a sua obra a solo bem como alguns dos grandes êxitos que fez nos Dire Straits.
Get Lucky
, de 2009, é o seu sexto álbum a solo - excluindo bandas sonoras e álbuns com outros músicos - e será o mote para mais um concerto de Knopfler em Portugal. O músico sobe ao palco do Campo Pequeno já no próximo dia 27 de Julho e promete fazer as as delícias dos seus fãs bem como dar uma bela lição de guitarra a todo público que se
desloque a este concerto na próxima terça-feira.
Destacado:
  • "Poor Boy Blues With Chet Atkins";
  • "Remembrance Day";
---

Mais um ano, mais uma edição do Paredes de Coura - o festival mais indie nacional que com muita resistência tem conseguido trazer a Portugal grandes nomes do mundo da música.
Este é ano em que o festival entra na sua fase adulta. Prestes a fazer 18 anos a organização esmerou-se e traz nada mais nada menos que 18 estreias absolutas a Portugal! É certo e sabido que este festival tem passado por muitas dificuldades financeiras ao longo das últimas edições, mas com preços apelativos e com Espanha ali bem perto, este festival tem resistido, sendo um dos mais conceituados a nível nacional.
De 28 a 31 de Julho, as margens do rio Tabuão, em Paredes de Coura, vão mais uma vez encher-se para mais uma grande edição do Festival Paredes de Coura. Não se esqueçam das tendas!
Destacado:
  • Vivian Girls;
  • Gallows;
  • Enter Shikari;
  • The Cult;
  • The Courteeners;
  • Joy Division;
  • White Lies;
  • Klaxons;
  • Os Dias De Raiva;
  • The Dandy Warhols;
  • Mão Morta;
---

O Festival Sudoeste volta a realizar-se este ano na Zambujeira do Mar, desta vez entre os dias 4 e 8 de Agosto.
A organização do evento aposta, mais uma vez, na localização única do recinto onde se realiza o evento e traz a Portugal alguns nomes bem apreciados pelo público nacional, tais como: The Flaming Lips, Jamiroquai e Beirut.
Com quatro palcos distintos, o que não vai faltar é animação e muitas bandas para ver em mais uma edição do Sudoeste!
Destacado:
  • The Flaming Lips;
---

Depois de uma auspiciosa estreia em 2009, o Vagos Open Air está de volta e afirma-se desde já como o maior festival de metal em Portugal.
Mantendo a vontade de trazer ao país algumas das bandas mais marcantes e alguns dos nomes mais sonantes no espectro da música pesada, o cartaz de 2010 vai contar com nomes já consagrados da cena mundial como Carcass e Meshuggah, mas também com novas apostas dentro da cena nacional como os Prayer Of Sanity ou os Oblique Rain.
Destacado:
  • Prayers Of Sanity;
  • Miss Lava;
  • My Dying Bride;
  • Meshuggah;
  • The Firstborn;
  • Oblique Rain;
  • Ghost Brigade;
  • Amorphis;
  • Kamelot;
  • Carcass;

sábado, julho 24, 2010

Antevisão: Programa 95

Programa:
  • Emissão: 95
  • Destaque: Mark Knopfler no Campo Pequeno & Festival Paredes de Coura & Festival Sudoeste 2010 & Vagos Open Air 2010
  • Bandas nacionais: Mão Morta, Os Dias De Raiva, Miss Lava, Prayers Of Sanity, entre outras...
  • Bandas internacionais: The Cult, Klaxons, Meshuggah, Carcass, entre outras...
  • Nova música: Strap 58
Informações Adicionais:
Pós Programa:
Media:
Contactos:
  • Rádio Cartaxo: http://www.radiocartaxo.com/
  • E-Mail: ruido-alternativo@hotmail.com
  • Locutores: André Beda - abeda_vco@hotmail.com; Carlos Montês - carlos.dsm@hotmail.com

quinta-feira, julho 22, 2010

A Análise: Sepultura - "A-Lex"

Uma das bandas que menos quer saber do sucesso que fazem no mundo, pelo menos segundo dão a entender, lançou no ano passado A-Lex. Os brasileiros Sepultura apostam claramente em elevar a fasquia e fazer música que não pode ser compreendida por qualquer um.
As experimentações continuam e, depois da obra-prima que foi Dante XXI, chega A-Lex, onde a experimentação chegou ao ponto de fazer uma versão para a nona sinfonia de Beethoven. Os Sepultura serão, certamente, a banda mais incompreendida do mundo, algo causado pela saída do carismático Max Cavalera, já lá vão 14 anos e agravado com a saída do seu irmão Igor logo após o lançamento de Dante XXI. Não é novidade que hoje é Andreas Kisser o grande líder da banda, e se em 1996 foi Max que quis sair, hoje a reunião dos membros que tornaram a banda famosa ainda não aconteceu por causa de Kisser. Empenhado em levar a sonoridade renovada dos Sepultura o mais longe possível, o guitarrista, para já, não abdica disso a troco de uma tournée saudosista feita por pessoas que notoriamente não ultrapassaram as suas antigas desavenças.
Falando dos Sepultura de hoje, as novidades em A-Lex começam na bateria onde pela primeira vez não temos Igor Cavalera mas sim Jean Dollabella naquilo que se pode descrever como uma agradável surpresa. Fazer esquecer Igor não era fácil e a escolha de um baterista que pouco teria a ver com o tipo de percussão que os Sepultura necessitam, não convenceu os seguidores do grupo de Minas Gerais. A verdade é que Dollabella se tem mostrado impressionante ao vivo e A-Lex saiu com linhas de bateria bem complexas e merecidas de serem escutadas com atenção.
Depois das boas críticas recebidas por Dante XXI, descrito pelos críticos como o melhor álbum dos Sepultura da "Era Derrick Green" - embora eu entenda que esta classificação é modesta, pois se este álbum fosse gravado por Max em vez do Predator, seria imediatamente considerado um dos melhores discos lançados por eles -, não se avizinhava nada fácil a tarefa de fazer melhor. Bom, bem vistas as coisas A-Lex está uns furos abaixo na escala qualitativa em relação ao seu antecessor, mas é muito mais plural em termos de sonoridades. Se Dante XXI poderia ser considerado um álbum de groove metal sinfónico, em A-Lex encontramos groove, death, punk hardcore, thrash, música clássica e até os ritmos e coros tribais rebuscados dos tempos de Roots, mas desta vez bem introduzidos na música "Filthy Rot", diga-se de passagem.
Falando em termos de vocalizações pouco há a dizer, pois já conhecíamos o poderio de voz de Derrick Green de outros trabalhos. Se é algo que ninguém nega é que o homem tem um vozeirão que, por vezes, até assusta. Paulo Xisto é hoje uma peça muito mais importante na banda do que era antes de 1996, pois o baixo tem vindo a ganhar uma importância crescente, de disco para disco, na música dos Sepultura. Andreas Kisser deixou de parecer um seguidor de Kerry King e passou a parecer aluno de Jimi Hendrix tal a complexidade de alguns arranjos de guitarra que acompanham músicas como "The Treatment" e "Ludwig Van". Ainda assim continua a haver espaço para riffs secos e agressivos como em "What I Do!", durante a viagem pelo disco baseado na obra de Anthony Burgess de seu nome Laranja Mecânica.
Talvez daqui a alguns anos estes Sepultura tenham um nível de reconhecimento diferente, tal como os Black Sabbath que era ignorados na década de 80 e hoje são considerados por muitos a banda mais importante de sempre do rock. Para já a banda parece querer tocar até que as pessoas os vejam com os olhos com que viram noutros tempos. Vamos ver se a persistência resiste ao facilitismo de reunir a formação clássica...
André Beda

quarta-feira, julho 21, 2010

A Análise: Megadeth - "Endgame"

Endgame marca o regresso aos discos por parte dos Megadeth, apenas dois anos após a estreia do seu antecessor United Abominations. Este disco marca também uma nova fase na carreira dos Megadeth, com os primeiros riffs e solos de Chris Broderick no grupo a fazerem-se ouvir em Endgame, e também com a entrada do baixista de longa data da banda, David Ellefson, que esteve afastado desde 2002.
É impossível falar deste álbum sem fazer uma referência ao ambiente que se vive hoje em dia no seio dos Megadeth. Se a formação da banda já era fortíssima, com a entrada do talento de Broderick só tem a ganhar e o próprio Ellefson veio trazer alguma da mística de volta aos Megadeth, visto que é um elemento histórico da banda. Depois há o elemento Dave Mustaine, o motor de sempre do grupo californiano, que se tornou cristão ao fim de tantos anos (e até parece que levou David Ellefson consigo à missa, uma vez que o baixista também se afirma cristão). Mustaine deve estar tão arrependido dos seus pecados que até já fala com todas as pessoas com quem estava, digamos, "chateado". E reparem bem que a lista não é nada pequena: James Hetfield, Lars Ulrich, Kirk Hammett, David Ellefson, Chris Poland, Rikki Rachtman, Kerry King, Tom Araya, os Pantera e Mike Muir.
Poderia-se pensar que esta aparente paz que reina no mundo dos Megadeth poderia trazer um disco com temas diferentes dos que encontramos em United Abominations, algo que mostrasse mais esperança, mas os Megadeth enganaram-nos bem. Os temas centrais de Engame continuam a ser guerra e músicas de protesto servidas por um enredo com riffs e solos alucinantes. A este nível há que referir que o talento de Broderick veio colmatar aquilo que sempre faltou a Mustaine: melodia. Dave é um autentico talento em bruto: muito rápido mas nada melódico. De resto, nem se nota que hoje o líder dos Megadeth é um respeitável cristão, tal a agressividade demonstrada ao longo do disco.
Depois de tentativas falhadas, no final dos anos 90, de tentar suavizar a música dos Megadeth com elementos electrónicos à mistura, o grupo encontrou definitivamente o seu estilo: muitos solos, linhas de baixo e de bateria bastante simples, álbuns com músicas rapidíssimas, com uma ou outra mais introspectiva, interpretadas pela voz de Dave Mustaine, que em estúdio ainda não nos deixou ficar mal.
É importante também referir que alguns podem afirmar que as músicas de Endgame são, por norma, mais rápidas que as de United Abominations, o que não andará muito longe da verdade, pondo de parte as mais introspectivas "44 Minutes" e "How The Story Ends". Algo que poderá contribuir para a popularidade do disco é o facto de este ser apresentado por singles muitos bons e com algum potencial, pelo menos, televisivo: "Head Crusher" e "The Right To Go Insane", algo que faltava gritantemente em discos como The System Has Failed e United Abominations. Em suma: não é o melhor que os Megadeth já fizeram, mas não é por isso que deixa de ser um dos melhores lançamentos do ano passado.
André Beda

segunda-feira, julho 19, 2010

Podcast: Programa 94

1ª parte:

Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

2ª parte:

Clica aqui para ouvir

[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

Dados:

domingo, julho 18, 2010

Playlist: Programa 94 (18 de Julho de 2010)

1ª parte:
  1. Danko Jones - "Full Of Regret" (Bellow The Belt) [2010]
  2. Pantera - "By Demons Be Driven" (Vulgar Display Of Power) [1992]
  3. Theriomorphic - "Shadowlore" (The Beast Brigade) [2008]
  4. Damageplan - "Explode" (New Found Power) [2004]
  5. W.A.K.O. - "Death Wire Blood Line" (Deconstructive Essence) [2007]
  6. Swallowed By Hole - "Fuck You Very Much" (Live Session At Estúdio Q [EP]) [2008]
  7. Exhorder - "The Truth" (The Law) [1992]
  8. Trivium - "Down From The Sky" (Shogun) [2008]
  9. Throwdown - "Holy Roller" (Venom & Tears) [2007]
  10. High On Fire - "Frost Hammer" (Snakes For The Divine) [2010]
  11. Prong - "Power Of The Damager" (Power Of The Damager) [2007]
  12. Pantera - "A New Level" (Vulgar Display Of Power) [1992]
  13. Fear Factory - "Linchpin" (Digimortal) [2001]
2ª parte:
  1. Soulfly - "Seek 'N' Strike" (3) [2002]
  2. Pantera - "This Love" (Vulgar Display Of Power) [1992]
  3. Vio-Lence - "Colour Of Life" (Nothing To Gain) [1993]
  4. Grip Inc. - "Ostracized" (Power Of Inner Strength) [1995]
  5. Switchtense - "Infected Blood" (Confrontation Of Souls) [2009]
  6. Voodoocult - "Killer Patrol" (Jesus Killing Machine) [1994]
  7. Mosh - "A Cold Day In Hell" (Bastard) [2010]
  8. Sepultura - "Come Back Alive" (Roorback) [2003]
  9. Lamb Of God - "Now You've Got Something To Die For" (Ashes Of The Wake) [2004]
  10. Machine Head - "Old" (Burn My Eyes) [1994]
  11. The Temple - "Speed & Bleed" (The Angel, The Demon & The Machine) [1997]
  12. Five Finger Death Punch - "Bulletproof" (War Is The Answer) [2009]
  13. Pantera - "Fucking Hostile" (Vulgar Display Of Power) [1992]
  14. Melvins - "Electric Flower" (The Bride Screamed Murder) [2010]
  • Artista/Banda - "Nome Da Faixa" (Nome Do Álbum [EP, Single, Compilação, Box Set, Ao Vivo, Banda Sonora, Álbum Remix, ...]) [Ano];
  • Vermelho: Nacional;
  • Preto: Internacional;

Destaque: Pantera - "Vulgar Display Of Power"

A 25 de Fevereiro de 1992 era lançado para o mercado o sexto álbum dos Pantera.
Quando já passaram 18 anos da edição deste disco, o Ruído Alternativo faz a merecida homenagem a este trabalho, Vulgar Display Of Power.


Desde 1981 na estrada, os Pantera eram o uma banda que no início da sua carreira fazia algo de muito parecido com o heavy metal glamoroso que marcou aquela década. Porém, o aumento da preponderância do talento de Dimebag Darrel na música da banda e a entrada de um novo vocalista, de seu nome Phil Anselmo, viriam a revolucionar a orientação sonora dos Pantera.
Se Power Metal (de 1988) foi um sintoma e Cowboys From Hell (de 1990) foi a confirmação, então Vulgar Display Of Power é o disco que torna os Pantera numa das maiores bandas do mundo na altura. O sucesso destes discos e dos que se seguiriam fez dos Pantera a maior banda de heavy metal dos anos 90, numa altura em que o género já não tinha metade dos seguidores que tinha na década passada.
Impondo o seu groove metal às grandes massas, os Pantera protagonizaram algumas das melhores actuações ao vivo que uma banda de rock já fez, com entradas em palco de skate e convidados ilustres, como Andreas Kisser e Jason Newsted, à mistura. A juntar a tudo isto há ainda que referir a qualidade técnica de Vinnie Paul na bateria, Rex Brown no baixo e, principalmente, de Dimebag Darrel na guitarra e Phil Anselmo na voz. São, até hoje (e talvez para sempre), a maior banda de groove metal que já pisou o solo terrestre, uma vez que, para além dos Pantera e dos Machine Head, o género nunca foi massificado a nível mundial, apesar do grande nicho de fãs de bandas como Throwdown e Prong.
Destacado:
  • "By Demons Be Driven";
  • "A New Level";
  • "This Love";
  • "Fucking Hostile";

sábado, julho 17, 2010

Antevisão: Programa 94

Programa:

  • Emissão: 94
  • Destaque: Álbum Revisitado: Pantera - Vulgar Display Of Power
  • Bandas nacionais: Theriomorphic, Switchtense, entre outras...
  • Bandas internacionais: Soulfly, Fear Factory entre outras...
  • Nova música: Danko Jones e Melvins
Informações Adicionais:

Pós Programa:

Media:

Contactos:

terça-feira, julho 13, 2010

Informação: Sondagem XXII


Faixas em Destaque:
  1. "Fucking Hostile";
  2. "This Love";
  3. "A New Level";
  4. "By Demons Be Driven";
Números Totais: 18 pessoas votaram, num total de 66 votos
Data de Emissão:
18/07/2010

segunda-feira, julho 12, 2010

Podcast: Programa 93

1ª parte:


Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

2ª parte:

Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

Dados:

Destaque: Deep Purple no Coliseu dos Recreios & Festival Marés Vivas & Super Bock Super Rock

É já na próxima Quarta-feira, dia 14 de Julho, que sobe ao palco do Coliseu dos Recreios uma das mais lendárias bandas de rock ainda no activo: os Deep Purple.
Esta visita da banda de Ian Gillan acontece numa altura em que a banda não tem qualquer novo álbum a apresentar, pelo que este deverá ser um concerto que focará essencialmente os grandes clássicos da sua carreira, tais como "Smoke On The Water", "Highway Star" e "Black Night".
É importante referir ainda que os Deep Purple, apesar de já não contarem com o mago da guitarra Richie Blackmore, têm na sua formação nomes históricos da banda como Roger Glover, Ian Paice e Steve Morse.
Destacado:
  • "Hush";
  • "Speed King";
  • "Fireball";
  • "Never Before";
  • "Woman From Tokyo";
  • "Might Just Take Your Life";
  • "Stormbringer";
  • "You Keep On Moving";
  • "Perfect Strangers";
  • "Vavoom: Ted The Mechanic";
  • "Any Fule Kno That";
---

Realiza-se nos próximos dias 15, 16 e 17 de Julho o Festival Marés Vivas, aquele que é considerado o maior festival de Verão do norte do país.
A ter lugar novamente em Vila Nova de Gaia, a organização do evento aposta mais uma vez num cartaz forte, com cerca de 7 bandas por dia divididas por dois palcos, e em preços apelativos que tornam este certame no mais acessível de entre os grandes festivais nacionais.
Destacado:
  • Placebo
  • Deus
  • Editors
  • Ben Harper & The Innocent Criminals
---

Entre os dias 16 e 18 de Julho acontece também a 16ª edição do Super Bock Super Rock, que este ano terá lugar no Meco, saindo assim do formato com concertos em Lisboa (no estádio do Restelo) e no Porto (no estádio do Bessa).
A organização do festival aposta em apagar a má imagem deixada no ano passado, numa edição que deixou bastante a desejar, com um cartaz forte e com nomes acarinhados pelo público nacional, como são os The National e os The Temper Trap.
Destacado:
  • The Temper Trap
  • Grizzly Bear
  • Palma's Gang
  • Spoon
  • The National

domingo, julho 11, 2010

Playlist: Programa 93 (11 de Julho de 2010)

1ª parte:
  1. The Whigs - "Hundred / Million" (In The Dark) [2010]
  2. Deep Purple - "Hush" (Shades Of Deep Purple) [1968]
  3. Deep Purple - "Speed King" (Deep Purple In Rock) [1970]
  4. Deep Purple - "Fireball" (Fireball) [1971]
  5. Deep Purple - "Never Before" (Machine Head) [1972]
  6. Deep Purple - "Woman From Tokyo" (Who Do We Think We Are!) [1973]
  7. Deep Purple - "Might Just Take Your Life" (Burn) [1974]
  8. Deep Purple - "Stormbringer" (Stormbringer) [1974]
  9. Deep Purple - "You Keep On Moving" (Come Taste The Band) [1975]
  10. Deep Purple - "Perfect Strangers" (Perfect Strangers) [1984]
  11. Deep Purple - "Vavoom: Ted The Mechanic" (Purpendicular) [1996]
  12. Deep Purple - "Any Fule Kno That" (Abandon) [1998]
2ª parte:
  1. Placebo - "Special K" (Black Market Music) [2000]
  2. Placebo - "Song To Say Goodbye" (Meds) [2006]
  3. Deus - "The Architect" (Vantage Point) [2008]
  4. Editors - "All Sparks" (The Back Room) [2005]
  5. Editors - "You Don't Know Love" (In This Light And On This Evening) [2009]
  6. Ben Harper & The Innocent Criminals - "Burn To Shine" (Burn To Shine) [1999]
  7. Ben Harper & The Innocent Criminals - "Both Sides Of The Gun" (Both Sides Of The Gun) [2006]
  8. The Temper Trap - "Fader" (Conditions) [2009]
  9. Grizzly Bear - "Two Weeks" (Veckatimest) [2009]
  10. Palma's Gang - "Podem Falar" (Ao Vivo No Johnny Guitar [Ao Vivo]) [1993]
  11. Palma's Gang - "Portugal, Portugal" (Ao Vivo No Johnny Guitar [Ao Vivo]) [1993]
  12. Spoon - "Got Nuffin" (Got Nuffin [EP]) [2009]
  13. Spoon - "You Got Yr. Cherry Bomb" (Ga Ga Ga Ga Ga) [2007]
  14. The National - "Lit Up" (Alligator) [2005]
  15. The National - "Bloodbuzz Ohio" (High Violet) [2010]
  • Artista/Banda - "Nome Da Faixa" (Nome Do Álbum [EP, Single, Compilação, Box Set, Ao Vivo, Banda Sonora, Álbum Remix, ...]) [Ano];
  • Vermelho: Nacional;
  • Preto: Internacional;

sábado, julho 10, 2010

Antevisão: Programa 93

Programa:
  • Emissão: 93
  • Destaque: Deep Purple no Coliseu dos Recreios & Festival Marés Vivas & Super Bock Super Rock
  • Bandas nacionais: Palma's Gang
  • Bandas internacionais: Placebo, Ben Harper, The National, Spoon entre outras...
  • Nova música: The Whigs
Informações Adicionais:
Pós Programa:
Media:
Contactos:
  • Rádio Cartaxo: http://www.radiocartaxo.com/
  • E-Mail: ruido-alternativo@hotmail.com
  • Locutores: André Beda - abeda_vco@hotmail.com; Carlos Montês - carlos.dsm@hotmail.com

terça-feira, julho 06, 2010

Podcast: Programa 92

1ª parte:

Clica aqui para ouvir
[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

2ª parte:

Clica aqui para ouvir

[clica no botão direito do rato e escolhe a opção "Abrir hiperligação numa Janela Nova"]

Dados:

domingo, julho 04, 2010

Playlist: Programa 92 (4 de Julho de 2010)

1ª parte:
  1. Rise Against - "Heaven Knows" (Revolutions Per Minute) [2003]
  2. Rise Against - "Give It All" (Siren Song Of The Counter Culture) [2004]
  3. Rise Against - "Prayer Of The Refugee" (The Sufferer & TheWitness) [2006]
  4. Rise Against - "Re-Education (Through Labor)" (Appeal To Reason) [2008]
  5. The Legendary Tigerman - "My Stomach Is The Most Violent Of All Of Italy Feat Asia Argento" (Femina) [2009]
  6. Local Natives - "Camera Talk" (Gorilla Manor) [2009]
  7. The Drums - "Forever And Ever, Amen" (The Drums) [2010]
  8. Devendra Banhart - "Foolin'" (What Will We Be) [2009]
  9. The Maccabees - "About Yor Dress" (Colour It In) [2007]
  10. New Young Pony Club - "Get Lucky" (Fantastic Playroom) [2007]
  11. Gossip - "Jealous Girls" (Standing In The Way Of Control) [2006]
  12. Girls - "Lust For Life" (Album) [2009]
  13. Sean Riley & The Slowriders - "Moving On" (Farewell) [2007]
  14. Biffy Clyro - "Eradicate The Doubt" (The Vertigo Of Bliss) [2003]
  15. Jet - "Get Me Outta Here" (Get Born) [2003]
  16. Mão Morta - "Amesterdão (Have Big Fun)" (Mutantes S.21) [1992]
2ª parte:
  1. Moonspell - "Nocturna" (Darkness And Hope) [2001]
  2. Alice In Chains - "Bleed The Freak" (Facelift) [1990]
  3. Alice In Chains - "Would?" (Dirt) [1992]
  4. Kasabian - "Processed Beats" (Kasabian) [2004]
  5. Kasabian - "Empire" (Empire) [2006]
  6. Faith No More - "Land Of Sunshine" (Angel Dust) [1992]
  7. Faith No More - "Ashes To Ashes" (Album Of The Year) [1997]
  8. Manic Street Preachers - "Australia" (Everything Must Go) [1996]
  9. Skunk Anansie - "Lately" (Post Orgasmic Chill) [1999]
  10. Skunk Anansie - "I Can Dream" (Paranoid And Sunburnt) [1995]
  11. Deftones - "Be Quiet And Drive (Far Away)" (Around The Fur) [1997]
  12. Deftones - "Diamond Eyes" (Diamond Eyes) [2010]
  13. Gomez - "Catch Me Up" (Split The Difference) [2004]
  14. Pearl Jam - "Save You" (Riot Act) [2002]
  15. Pearl Jam - "Do The Evolution" (Yield) [1998]
  • Artista/Banda - "Nome Da Faixa" (Nome Do Álbum [EP, Single, Compilação, Box Set, Ao Vivo, Banda Sonora, Álbum Remix, ...]) [Ano];
  • Vermelho: Nacional;
  • Preto: Internacional;

Destaque: Rise Against no Coliseu dos Recreios & Optimus Alive!10 Oeiras

Os Rise Against sobem ao palco do Coliseu dos Recreios no próximo dia 6 de Julho. A banda norte-americana, oriunda de Chicago, vem a Portugal apresentar o seu mais recente Appeal To Reason de 2008.
A banda é um dos grande nomes mundiais do punk e prometem trazer para este concerto toda a energia que sempre caracterizou uma carreira de 11 anos com 5 álbuns de originais editados.
Destacado:
  • "Heaven Knows";
  • "Give It All";
  • "Prayer Of The Refugee";
  • "Re-Education (Through Labor)":
---
A quarta edição do Optimus Alive! realiza-se já nos próximos dias 8, 9 e 10 de Julho, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Este ano, aquele que é considerado um dos maiores festivais da Europa, traz consigo um dos melhores cartazes de sempre.
Traz no seu alinhamento 73 artistas divididos por três palcos. Este promete ser mais uma grande edição do Optimus Alive!, pelo menos a avaliar pelos bilhetes vendidos - o dia 10 de Julho já está esgotado.
Destacado:
  • The Legendary Tigerman
  • Local Natives
  • The Drums
  • Devendra Banhart
  • The Maccabees
  • New Young Pony Club
  • Gossip
  • Girls
  • Sean Riley & THe Slowriders
  • Biffy Clyro
  • Jet
  • Mão Morta
  • Moonspell
  • Alice In Chains
  • Kasabian
  • Faith No More
  • Manic Street Preachers
  • Skunk Anansie
  • Deftones
  • Gomez
  • Pearl Jam

sábado, julho 03, 2010

Antevisão: Programa 92

Programa:
  • Emissão: 92
  • Destaque: Rise Against no Coliseu dos Recreios & Optimus Alive!10 Oeiras
  • Bandas nacionais: Moonspell, Mão Morta, Sean Riley & The Slowriders, entre outras...
  • Bandas internacionais: Faith No More, Deftones, Pearl Jam, entre outras...
Informações Adicionais:
Pós Programa:
Media:
Contactos:
  • Rádio Cartaxo: http://www.radiocartaxo.com/
  • E-Mail: ruido-alternativo@hotmail.com
  • Locutores: André Beda - abeda_vco@hotmail.com; Carlos Montês - carlos.dsm@hotmail.com

quinta-feira, julho 01, 2010

Comentários/Respostas: Junho de 2010 por André Beda

Estamos à espera dos vossos comentários aqui no blog.Críticas, sugestões, etc. Esperamos pela tua opinião em: www.ruido-alternativo.blogspot.com!

A equipa,

Ruído Alternativo