domingo, maio 31, 2015

Antevisão/Destaques: Programa 239


Assinalando uma reedição e uma efeméride, chegamos ao final de Maio com mais dois discos proeminentes para ouvir na integra: The Rolling Stones Joy Division para escutar e perceber neste Domingo de Ruído Alternativo a partir das 22h, na Tejo FM!

---

(1971) The Rolling Stones - Sticky Fingers

Em 1971 os Rolling Stones contavam com nove anos de carreira e já oito discos de originais editados. Nesse mesmo ano preparavam-se para lançar Sticky Fingers (o nono na conta no que diz respeito a LPs), mais um passo certo para a afirmação como uma das maiores bandas do rock de sempre [algo mais do que confirmado chegados aos dias de hoje e passados 53 anos desde o nascimento do grupo]. Sticky Fingers é sinónimo de dois marcos: é o primeiro disco com a total liberdade do lado dos Stones, depois de terminados os contractos discográficos com a Decca Records e a London Records, o que lhes permitiu avançar para um disco na sua própria editora sem entraves e até para a criação de uma capa com a autoria do ícone pop Andy Warhol (uma imagem polémica com um volumoso pénis em destaque debaixo dos jeans, que foi censurada em Espanha, e com um fecho e um cinto reais); como segundo marco temos o logo dos Stones, o Tongue & Lips Design surge pela primeira vez neste disco sendo adoptado a partir daqui como logo oficial do grupo - hoje o mais reconhecido de sempre na indústria musical. Mick Jagger, Keith Richards, Mick Taylor, Bill Wyman e Charlie Watts são os obreiros do terceiro disco da época dourada dos Rolling Stones [depois de Beggars' Banquet (1968) e Let It Bleed (1969), ao qual se juntaria Exile On Main St. (1972) formando o quarteto desta era cheia de vendas e aplausos da crítica para os Stones]. Um Sticky Fingers que apresenta diversas influências, o habitual blues-rock ao qual se juntam uma boa dose country, inspiração soul e ainda alguns pós da música latina. Tudo dados que cimentaram ainda mais o estatuto dos Stones, num disco onde estão as grandes "Brown Sugar" e de "Wild Horses" - e que tem o grande Bobby Keys à espreita no saxofone (falecido no ano passado) -; um álbum alegre mas também negro, controverso, polémico e arrebatador. Os Rolling Stones em '71.
Carlos Montês



(1979) Joy Division - Unknown Pleasures

Já na segunda parte mergulhamos na densidade do som negro dos Joy Division, com o seu primeiro LP Unknown Pleasures, de 1979. Depois de um bem recebido EP (An Ideal For Living), a banda de Manchester entrou em estúdio com o produtor Martin Hannett para gravar este registo de estreia. No entanto, a banda não ficou totalmente satisfeita com o resultado final, por ter retirado a crueza do seu som ao vivo, mas Peter Hook viria a afirmar que Hannett era o "pai" do som dos Joy Division. Unknown Pleasures não chegou a entrar nos tops de vendas, mas acabou por permitir ao grupo dedicar-se à música a tempo inteiro. Mais importante que isso será a influencia e as sementes que o disco espalhou no universo do rock, que se estendem até à actualidade. No entanto, ao falar de Joy Division é difícil passar ao lado dos dramas pessoais de Ian Curtis ("um tipo normal como tu e eu", nas palavras de Stephen Morris): a sua luta contra a incurável epilepsia e o seu casamento arruinado com Deborah Curtis. Nas vésperas da primeira tour americana da banda, e já depois de uma primeira tentativa de suicídio, Curtis foi encontrado morto pela esposa, tendo-se enforcado na madrugada de 18 de Maio de 1980, a cerca de dois meses da edição de Closer. No mês que se completaram 35 anos sobre estes trágicos acontecimentos, pegamos em Unknown Pleasures para celebrar e apreciar a música da seminal estreia em longa-duração dos Joy Division.
André Beda
 
Tudo isto, e muito mais, a não perder hoje à noiteA partir das 22 horas na Tejo FM em 102.9 FM para o Ribatejo ou para todo o mundo na emissão online em www.tejoradiojornal.pt.

Colecção RA: The Rolling Stones - "Sticky Fingers" (1971) & Joy Division - "Unknown Pleasures" (1979)

Chegados que estamos ao último Domingo do mês, o Ruído Alternativo fecha Maio com mais dois discos essenciais em qualquer colecção de rock. Colecção RA, este Domingo, dia 31 de Maio, com os discos Sticky Fingers (1971) dos The Rolling Stones e Unknown Pleasures (1985) dos Joy Division.


---

Quase tudo já foi dito e escrito sobre eles, afinal estamos no ano em que comemoram 53 anos de carreira! - é obra meus senhores! Eles são os dinossauros do rock e a maior banda de rock 'n' roll no activo que continua a fazer digressões [esta semana começaram uma nova tour na América do Norte] e a arrastar multidões que esperam sempre por aquele que poderá ser o último concerto dos Rolling Stones. A verdade é que o "feios do rock" teimam em acabar, e, embora não haja novo disco de originais há 10 dez anos, todo o seu legado e discografia editada basta para a sua sobrevivência e para alcançar esse estatuto de grandes da música mundial. E é sempre bom sublinhar que os Rolling Stones nasceram em 1962 e que resistiram no meio de todas as bandas nascidas na mesma altura. Sticky Fingers é um dos discos que melhor representa até onde chegou o melhor do rock dos Stones, lançado na época dourada do grupo, e que foi reeditado esta semana com os habituais extras e inéditos para descobrir nos mais diversos formatos lançados. O Ruído Alternativo não esquece um dos maiores discos do grupo de Londres para ouvir na íntegra hoje à noite.




Começaram com Warsaw e eram altamente influenciados pelo movimento punk vigente, mas acabaram por deixar a sua marca na cultura pop do século XX como Joy Division e com um som muito próprio. Em 1979 gravaram o seu disco de estreia, com Martin Hannett no posto de produtor, ele que acabaria por deixar a sua marca no produto final (acrescentando, suavizando e endurecendo certos sons) e que foi considerado o criador do som da banda de Manchester. Sem o saber, Ian Curtis, Peter Hook, Bernard Summer e Stephen Morris criaram uma peça de arte que viria a influenciar, dando o tiro de partida do que se convencionou chamar post-punk. Num mês em que se assinalam 35 anos sobre a morte de Ian Curtis, Unknown Pleasures, vai passar em revista na próxima emissão do Ruído Alternativo, na qual aproveitamos para celebrar a música e o legado dos Joy Division.



sábado, maio 23, 2015

Antevisão/Destaques: Programa 238

Domingo está aí e o Ruído Alternativo de regresso com a actualidade rock, amanhã a partir das 22h na  Tejo FM!

Na primeira hora:


O novo dos Thee Oh Sees é o disco em destaque, Mutilator Defeated At Last. Ouvir-se-ão algumas das bandas que marcaram concerto para Portugal, e, para além das notícias que marcam a actualidade rock, há música nacional para ouvir. Podem contar com José Cid, Girl Band, Lower Dens, entre muitos outros.
Lower Dens | The Oh Sees - Mutilator Defeated At Last (2015)

Na segunda hora:

Em grande destaque estará o novo álbum dos regressados Faith No More, Sol Invictus. Para além disso, também haverá espaço para o anuncio de alguns regressos aos discos e de concertos em Portugal. Podem ficar a contar com: Ufomammut, High On FireBelzebong.
  Faith No More - Sol Invictus (2015) | Ufomammut

Tudo isto, e muito mais, a não perder amanhã à noiteA partir das 22 horas na Tejo FM em 102.9 FM para o Ribatejo ou para todo o mundo na emissão online em www.tejoradiojornal.pt.

sábado, maio 16, 2015

Antevisão/Destaques: Programa 237

Tal como anunciado, vem aí nova Emissão Especial do Ruído Alternativo este Domingo, Uma Banda/Dois Estilos, a partir das 22h na  Tejo FM!


Esta é uma emissão especial onde iremos confrontar algumas bandas com os diferentes estilos do universo rock que foram apresentando ao longo das suas carreiras e onde poderão contar com: 

Na primeira hora,

The Beatles, Capitão Fausto, The Horrors, entre outros.

The Beatles (1964 | 1967)
Na segunda hora,

GNR, Silverchair, System Of A Down, e muito mais!


 System Of A Down (1998 | 2005)

Tudo isto, e muito mais, a não perder amanhã à noiteA partir das 22 horas na Tejo FM em 102.9 FM para o Ribatejo ou para todo o mundo na emissão online em www.tejoradiojornal.pt.

Emissão Especial: Uma Banda/Dois Estilos

 O Ruído Alternativo regressa às emissões especiais já este Domingo: Uma Banda/Dois Estilos, para conferir na antena da Tejo FM no próximo dia 17 de Maio.
 
 
 

Esta será uma emissão especial onde andaremos procura de algumas das bandas que foram mudando os estilos rock ao longo da sua carreira, que utilizaram diversas abordagens estilísticas na sua música durante o percorrer a sua história ou que, pontualmente, socorreram-se a novos horizontes dos meandros dos subgéneros rock para apresentar nova música.

Domingoa partir das 22h, na Tejo FM, estão todos convidados a ouvir a Emissão Especial: Uma Banda/Dois Estilos.

sábado, maio 09, 2015

Antevisão/Destaques: Programa 236

Domingo está aí e o Ruído Alternativo de regresso com a actualidade rock, amanhã a partir das 22h na  Tejo FM!

Na primeira hora:


Álbum em destaque, o segundo disco dos canadianos Metz, II, que marca o regresso da banda aos álbuns depois do impacto da estreia homónima em 2012. Novas músicas de Tame Impala, And So I Watch You From Afar e TV Rural, para além de outras notas sobre o rock.
Tame Impala | Metz - II (2015)
Na segunda hora:

Em grande destaque estará o novo álbum dos norte-americanos White HillsWalks For Motorists. Para além disso, também haverá espaço para o anuncio de alguns regressos aos discos e de concertos em Portugal, bem como nova música nacional. Podem ficar a contar com: Coal ChamberSnot e Bizarra Locomotiva.

 White Hills - Walks For Motorists (2015) | Coal Chamber

Tudo isto, e muito mais, a não perder amanhã à noiteA partir das 22 horas na Tejo FM em 102.9 FM para o Ribatejo ou para todo o mundo na emissão online em www.tejoradiojornal.pt.

Podcast: Programa 235 (3 de Maio de 2015)

1ª parte:

Programa 235 - Ruído Alternativo (2015-05-03) 1ª Parte by Ruído Alternativo on Mixcloud



2ª parte:

Programa 235 - Ruído Alternativo (2015-05-03) 2ª Parte by Ruído Alternativo on Mixcloud

sábado, maio 02, 2015

Antevisão/Destaques: Programa 235

Domingo está aí e o Ruído Alternativo de regresso com a actualidade rock, amanhã a partir das 22h na  Tejo FM!

Na primeira hora:


Álbum em destaque, o oitavo dos britânicos Blur, The Magic Whip, que marca o regresso da banda aos registos discográficos. Mas há ainda o destaque ao novo EP dos portugueses Vulture, Doomed To Fail, os novos nomes do Reverence Festival Valada e o Um Ao Molhe (que acontecerá dia 15 de Maio no Centro Cultural do Cartaxo); para além de outras notas sobre o rock.

Vulture | Blur - The Magic Whip (2015)
Na segunda hora:

Em grande destaque estará o novo álbum dos norte-americanos The Atomic Bitchwax, Gravitron. Para além disso, também haverá espaço para o anuncio de alguns regressos aos discos e de concertos em Portugal. Podem ficar a contar com: Metallica, Refused e Converge.

 The Atomic Bitchwax - Gravitron (2015) | Metallica

Tudo isto, e muito mais, a não perder amanhã à noiteA partir das 22 horas na Tejo FM em 102.9 FM para o Ribatejo ou para todo o mundo na emissão online em www.tejoradiojornal.pt.

Podcast: Programa 234 (26 de Abril de 2015)

1ª parte:




2ª parte:

Programa 234 - Ruído Alternativo (2015-04-26) 2ª Parte by Ruído Alternativo on Mixcloud